BLOGGER TEMPLATES AND TWITTER BACKGROUNDS

quarta-feira, 14 de julho de 2010

Capitulo 23: O jantar

Pessoal, antes de iniciar o capítulo venho referir: que todos os blogs continuam abertos são meus, são escritos por mim.
Sonho impossível e Busca da paixão (estes blogs foram adaptados para Zanessa), sendo que estes livros não eram meus, como sempre referi .
Estes dois blogs, já estão apagados.
Para quem tiver orkut, eu crie uma comunidade, quem quiser aderir, está aqui o link: http://www.orkut.com/Main#Community?cmm=104090318
Nesta comunidade, já postei a “empregada” versão Zanessa. Pois para as pessoas que não conseguirem ler em versão Jemi, aqui vão ter oportunidade em ler versão Zanessa. Mas de qualquer maneira quando estou a escrever ou criar a História estou a pensar no casal Zanessa…huahaau. Por isso eu percebo-vos.
Eu estou pensar adaptar esta história “O noivo”, quando acabar para versão Zachary. O que acham?
Bem, vou parar de comunicar, pois eu falo muito e o que vocês provavelmente o que querem a ler o capitulo…

Escritora: Cristy (eu mesma)
“Acho que o Zachary enxergou que eu não tinha entendido nada que o empregado acabara de proferir, pois ainda ecoava nos meus ouvidos a gargalhada que ele tinha mandado.”
(….)
Já estávamos a jantar, depois de sensivelmente uma hora a espera da refeição, nessa uma hora, não tínhamos pronunciado nenhuma palavra, só nos limitamos a olhar um para outro.
Eu estava a reflectir em tudo que eu passara na minha vida, neste momento só queria ser como a bela adormecida, estar num sono profundo e estar alheia ao que se passara a minha volta, e de um momento para outro receber um beijo do meu grande amor e acordar com esse beijo automaticamente delicioso e no final do beijo estar escrito “Fim” e viveram felizes para sempre. Lembro-me de o meu pai dias antes de falecer proferiu uma frase que na altura me deixou inquieta, mas essa frase neste momento se destina perfeitamente a Zachary, só espero que ele consiga abrir os olhos em relação a minha mãe.
Aquela frase que o meu pai proferiu naquela altura, eu anteriormente não conseguira obter o significado dela mesma:
“Se uma mulher tem brilho nos olhos, nenhum homem irá reparar se ela tem rugas em volta deles.” Dolores Del Rio
Mas agora esta frase provavelmente fazia sentido, o meu pai conseguiu perceber como era a minha mãe.
Mas apesar de tudo, deixou – lhe metade da herança isso era muito estranho. Completamente estranho.
-“Comes a sobremesa, antes do jantar” – interrompeu ele os meus misteriosos pensamento e depois aprontou um esbelto sorriso e depois acrescentou - :”Acho que nunca vi ninguém como tu”.
A minha resposta foi como o despertador, quando o colocamos a despertar automaticamente:
-“Só quando estou nervosa” – ele gargalhou, os olhos azuis dele começaram a reluzir, eu fiquei mais nervosa com aquele actual olhar.
-“Eu deixo-te nervosa?” – interrogou ele, depois de ter acabado com gargalhada que ele mandara.
(Autora Cristy: Que raio de pergunta é esta, claro que sim)
-“Si…” – interrompi-me logo eu já ia referir a resposta menos adequada `Sim` - “Si…nto-me simplesmente nervosa, por estar neste lugar tão amistoso, eu nunca tinha estado neste conceituado lugar e ainda por cima muito dispendioso”. O meu sorriso foi elaborado para ser falso. Nunca tinha sorrido tão falsamente como naquele momento.
-“É normal o teu estado de nervosismo” - eu bufou e acrescentou – “Eu, provavelmente se tivesse num sítio como este pela primeira estaria nervoso, tal e qual como tu” – e demandou um dos sorrisos mortais, aquele sorriso presumivelmente mata qualquer pessoa.
O nosso olhar, neste precioso momento centrava-se um no outro, ele sorria com uma expressão engraçada.
Será que eu tinha alguma sujidade na minha face? Era pergunta que eu colocava a mim mesma. De um instante momento ele, questiona-me.
-“Queres vinho?” – Eu acenei que não, com a minha cabeça e acrescentei:
-“Eu não posso beber.” – sorri e depois continuei - “Sou menor”. Eu reparei que os olhos que anteriormente estavam alegres ficaram tristes de ímpeto e depois comunicou:
-“Ah…e verdade tinha me passado isso ao lado, eu tenho péssima memória”. – referiu ele sem expressão nenhuma no rosto.
O silêncio tomou conta do lugar.
Quando estamos quase a finalizar este adorável jantar, ele faz-me uma questão:
-“Na praia que musica era aquela que tu estavas a cantarolar….como se designava mesmo?”
Eu fiquei nervosa, muito nervosa…os meus braços suavam de repente, será que ele tinha percebido o significado daquela audaz canção.
-“Borboleta voe longe” (ps: Butterfly fly away) - eu passei uma das minhas mãos pelo meu cabelo, eu estava suar….eu temia o que ele fosse a pronunciar a seguir.
-“Quando estavas a cantarolar aquela música, fizeste-me recordar de objecções que eu já tinha esquecido” – eu automaticamente arregalei os olhos em direcção aquele homem. Eu agora fiquei preocupada.
-“Que objecções?” – Eu queria saber, eu acima de tudo eu era muito curiosa.
Se a curiosidade mata-se alguma pessoa. Eu de certeza já estaria morta – reflecti eu mentalmente.


- “O meu pai” pronunciou ele com tom melodramático, eu fiquei preocupada, eu tivera a oportunidade de visualizar aqueles olhos sem razão de viver.
-“O que aconteceu com o teu pai”- eu dei uma pausa e acrescentei meia tresloucada – “Quer dizer como é que ele faleceu”. – eu não obtivera resposta dele, mas eu o entendia. Pois passara pelo mesmo.
-“Sida, ele morreu de sida” – respondeu, ele passado notavelmente três minutos, eu fiquei horrorizada. Zachary teve um passado um pouco tristonho.
1º A mulher deixou para ficar com o amante, ela morre num acidente de viação
2º O pai morre devido a doença imortal: Sida.
Mas havia uma objecção que me escapara nesta história, eu lembro-me de recente a minha mãe me referir quando estávamos a tratar de um pequeno e audaz assunto sobre o Zachary, sobre a paternidade de Dylan.

“Temos que nos fazer a vida Vanessa, mas por acaso foi mais fácil conquistar Zachary do que o teu pai, e Zachary é mais velho do que o teu pai quando eu me casei com ele. Zachary, com a experiência de vida que tem, ele devia ter mais cuidado e prevenir-se das mulheres que trás para casa, mas olha acho que nos 35 anos de existência dele, não sofreu nenhuma amargura de vida, poderá com o dinheiro que ele tem”

Será que ela sabia, dos acontecimentos que ele acabara de proferir? Esta pergunta ecoava na minha mente.

Mas se Zachary e Gina se ia casar provavelmente ela devia saber. Eu estava totalmente desorientada a minha mente estava num turbilhão de sentimentos.
De qualquer maneira, ainda não tinha desistido da ideia, que me apoderei de manhã, que era ir-me embora e voltar para o meu Pais. O pais que eu e o meu pai abrotamos.
-“Ele lutou muito, para conseguir combater esta doença, mas não conseguira, a doença foi mais forte do que ele” – acrescentou ele clareza. Interrompendo assim a minha linha de pensamentos.
-“Quando é que ele falecera?” – Sondei eu. Ele arregalou os olhos e mencionou.
-“Há cerca de dois anos” – Foi recente, apesar de eu estar a sentir a mesma dor que ele sentira, mas pelo meu pai.

Pessoal, o capítulo era para ser maior, até tenho umas ideias, eu provavelmente postarei amanhã:) já estou de férias.
Já respondo aos vossos comentários:)

9 comentários:

Any disse...

es

○♥○ Line○♥○ disse...

Cristy eu não gostei desse capitulo..Eu Ameiii sério mesmo!!
Aciosissima para o proximo :D
Beijos amiga

Rita disse...

Oi oi Cris!
Bem em primeiro lugar, tenho que te dizer que até achei engraçado esta história de tares a postar a historia "A Empregada" em versão Zanessa, sabes porque? É que eu quando tou a ler uma historia que nao seja Zanessa tenho sempre tendencia a passa-la para Zanessa e com "A Empregada" aconteceu isso e então como como eu guardo as historias em Word (como tu já sabes) acabei por trocar o Joe e a Demi por Zac e Vanessa antes de guardar, quria-te era pedir se te importavas muito de me enviar em versão Vanessa á medida que portares na comunidade, se te der muito trabalho podes deixar estar que eu continuo a trocar as perdonagens por zanessa mas se nao der eu agradeço! aushauhsa'
Quanto ao "O Noivo" na versão do Zac acho que é uma ideia optima, acho que vai ficar brutal! =D
Antes que me esqueça, amanha vou estar com o Rui Porto Nunes, ele vai dar uma sessão de autografos na Worten de Leiria e eu vou lá! =D

Agora quanto ao Capitulo:

Adorei, adorei mesmo, esté fantástico, não sei porque mas acho que a noite ainda vai reservar umas surpresas! Acho que o Zac comfia mais na Vanessa do que na Gina, o que tambem é completamente compreensivel! =D
Eu não me esqueci do que me disseste sobre aquelacena, capitulo 24 ou 25, sabes que eu tou deserta para ela? ushauhsa'
Chama-me o que quiseres, eu nem me ralo, acho que tenho um bocadinho de perversa na minha personalidade! ausauhsuahsa'
Adoro-te!
Beijão! =)

♥amor eterno zanessa♥ disse...

oieee ♥

Ta perfeito uuuuuuuuuu ferias
Rss..sss
genti to sem palavras ..
gente o passado do zac me supriendeu UAu
NAO ESPERAVA ISSO.....

cris sua historia e d+..
eu leio um cap e ja fiko
com vontade de outro
podias escreve um livro..

vanessa tambem fiko nervosa na frente de um garoto"mais ai e um homem, nao O Homem"
akkk

beijokas cris posta logo plisss♥

Maria disse...

Lindo minha querida...!!

A vida de zac é super misteriosa..!!
Coitado de zac o pai falecera há pouco tempo e ainda por cima com sida...!!

A vida de zac tem sido um mar de lagrimas...!!

Adorei minha querida...!!

Beijinhos adoro.te..!!

Quero mais momentos romanticos e um beijinho Zanessa..!!

Bi'h disse...

Ta perfect!!!!

Ansiosa pelo proximo
*.*

Amanda disse...

nossa como o zac pode casar com uma mulher que ele nem confia para contar coisas tao importantes da sua vida! mais eu acho que vc minha autora preferiada botou aquele segredinho q tem em todas as historias, aposto que o zac tem que casar com a bruxo por algum outro motivo que nao seja amor .. eu acho que eu to falando de mais viajo na sua fic!
e tadinho do zac primeiro e a van que nao pode beber depois o pai morre de sido ou sida sei la esqueci o nome da doença... kk
em falar nisso quando a van faz aniversario?!
te adoro
bjs

GHudgens disse...

Oiii...
Li e esqueci de comentar vê se pode...
Agora que me toquei...
Então ,perfeito,posta logo viu?!asuhasu
Ah uma coisa ,divulga para mim?
http://babyvapoio.blogspot.com/ (espero que você participe,do Baby V fã e do Significado das músicas da V para mim...)
e o outro é o de histórias : http://babyvapoio.blogspot.com/

Bom,é isso...
Posta logo ...
Beijos !!!

Baby j disse...

O capítulo está fantástico!!!!
Estou anciosa para saber o que vai acontecer a seguir! Super anciosa pelo proximo!!! =D