BLOGGER TEMPLATES AND TWITTER BACKGROUNDS

domingo, 6 de fevereiro de 2011

Capitulo 26 – A escuridão assusta.

Pessoal, desculpei só agora estar a postar, mas por questões pessoais não pude postar mais cedo…eu sei é pouco compreensível, mas de qualquer maneira agora postarei com mais regularidade.

Aqui esta o novo blog que eu vou abrir…esta será uma historia adaptada espero que gostem:)
http://zanessaapaixao.blogspot.com/ - Apenas Amigos? Autora: Jennifer LaBrecque
Capitulo:
-“Eu não me estava a babar” – Eu gargalhava, deixei-os lá a discutir e fui directamente para o meu quarto.

(…)

Quando alcancei o meu aposento, visualizei-me no espelho que se encontrava a minha frente e apercebi-me que estava totalmente vermelha e o cabelo despenteado.

-“Estou com um aspecto horrível” – gargalhei com a minha própria imagem e depois continuei – “Vou dormir, se conseguir”.

Suspirei.

Passou-se algum tempo. Horas. Para ser exacta. Não consegui encerrar os meus olhos e entrar num sono autêntico e merecido.
O jantar que eu tivera com o Zachary esta noite ocupava o meu cérebro de uma forma assustadora.

“Eu só queria o teu amor” Impossível. O amor dele pertencia a minha mãe. A minha mãe?, quer dizer, a minha patroa, ironizei para mim própria.

No meio dos meus pensamentos, começa alcançar aos meus ouvidos um barulho diferente. O barulho da porta a abrir-se cuidadosamente. Eu estava com medo, quem seria? A pessoa intrusa que tivera coragem de invadir o meu aposento. O meu coração salpicava. Ate que a pessoa entra no quarto, eu de ímpeto apago os meus olhos, fechando-os. A agora só um sentido funcionava a audição.

Eu ausculto que o “intruso” estava se aproximar de mim, o aroma do perfume dele ou dela já estava a circundar por todo o canto daquele quarto.

“Eu conheço este perfume” – referi para mim mesma.

-“Vanessa, acorda querida” – pronunciou ela tocando no meu corpo.
Era Gina!! como eu já suspeitava.

-“Sim, o que está aqui a fazer no meu aposento?” – interpelei eu, abrindo os meus olhos e logo eles se encontram com os dela.

-“Vim-te cantar uma música para adormeceres” – escarneceu ela depois depositou uma gargalhada silenciosa.

-“Que piada” - soltei uma gargalhada falsa e depois dilatei – “O que queres afinal?” – ela demandou um sorriso amigável, mas porem falso.

-“Vim ver se já estás melhor” – ela depositou a sua mão na minha cara e fez-me uma festa.

-“Melhor?” – coloquei-lhe uma questão. Ela visualizou-me de cima abaixo e respondera a pergunta que eu mesma colocara.

-“O robert comunicou-me que estavas doente. Ou será que mentias? Só para não realizares o trabalho desta mansão.” – Olhou-me impaciente a espera da minha audaz resposta.
Já me tinha esquecido completamente que o Robert tinha apregoado aquela mentira de eu “estar doente” a minha mãe.

-“Não menti” – abafei um sorriso – “Simplesmente já me encontro melhor, era só má indisposição. Elas felizmente passam rápido” - fiquei a espera que ela referisse alguma objecção. Mas ela não pronunciara nada.

-“O que queres afinal?” – realizei uma pausa e depois continuei – “ ah já sei, vieste ver se eu já estava bem?” – ironizei. Ela sentou-se na minha cama ao meu lado eu permaneci deitada e depois ela referiu.

-“Vanessa, o que me traz aqui, é simples e eficaz” – ela suspirou. Um suspiro nervoso. Ela estava nervosa, dava para notar pela sua aparência. Tenho a certeza que ela não dormira durante este inicio desta noite. Como eu!!!

-“Afinal, o que te traz cá?” – abafei e continuei – “Para não me deixares dormir”.

-“Ate parece que não sabes o que é” – A mulher eloqueceu. Vem me incomodar e depois diz que eu sei motivo dela vir ao meu condomínio no meio da noite.

-“Não sei” – Ela depositou um sorriso de confiança para si própria, eu ouvi algo do género “parece que desistiu” , nas não tenho tanta a certeza se fora essas as palavras que ela pronunciara, já que ela abafou com uma voz pouco audível.

-“Sobre voltares para Portugal, amanhã.”

-“Ah isso” – Ela arregalou os olhos. Já nem me lembrava disto que ela acaba de pronunciar. Claro que não tencionava ir me embora, mas também não me apetecia Assistir ao casamento da minha mãe com o Zachary.

-“Então mudastes de ideias, querida filha?”- Eu sentira que ela estava tremula, os nervos dela aumentavam. Ela esperava pela minha resposta nervosamente. Sentia-se a pairar no ar um momento tenso.

(Fim do momento tenso)

-“Mudei de ideias, sim. Já não tenciono partir.” – Ela despachou um sorriso. Um sorriso aberto. Os nervos dela baixaram de nível, desaparecendo totalmente.

-“Ainda bem que mudastes de ideias, adorável filha” – ela suspirou alegremente e constatou – “-“Daqui alguns dias terás acesso a herança, quer dizer a metade dela. E assim podes seguir a tua vida.” Vida sem Zachary, considerei eu mentalmente - “No final da história vão sair todos optimamente bens e felizes” – todos felizes, menos eu. Ela a ergueu-se e fui caminhando em direcção a porta de saída daquele condomínio, toda astutamente satisfeita.

-“Sempre tudo por dinheiro, mãe?” – Contemplei com uma afirmação/inquirição. Logo que ela acabara de auscultar a minha inquirição ela deu uma meia volta fixou o seu olhar no meu. O olhar dela percorreu-me pelo corpo, eu estava com medo daquela olhar que ela me transmitia. Parecia neste momento que estava depositada no meio de um filme de terror, puro e autêntico.

-“Sempre, tudo por dinheiro” – depositou ela um sorriso e acrescentou – “Já sabes como funciona” e demandou um sorriso maquiavélico e declarou por ultimo “ e alem disso o amor é para pessoas sem noção nenhuma da vida” . Noutra atura ficaria chocada com as palavras dela, mas já me via habituar.
Ela era um ser humano gélido.

-“O pai casou-se por amor” – pronunciei eu, com a minha voz nervosa.

“Um tolo, um completamente tolo”- referiu ela – “Toda a população há volta do mundo, sabia que ele era rico, ele herdara milhões, ninguém nunca se ia casar com ele por amor” – ela pausou um pouco e acrescentou – “Só por dinheiro mesmo”. Conforme acabara de pronunciar as palavras ela sairá do aposento.

Eu ficara a olhar para a porta do aposento, de onde a Gina acabará de sair.

“O melhor é descansar” – sussurrei para as paredes daquela aposento onde me encontrava.

Encerrei os olhos, tentando dormir, mas não conseguira na minha cabeça só passavam imagens turvas de Zachary e Gina juntos e felizes.

"Não sei se quero descansar,por estar realmente cansada ou se quero descansar para desistir "
Clarice Lispector

Por fim, os meus olhos foram adormecendo, ate conseguira entrar noutro mundo, o Mundo dos sonhos.

(…)

Espero que tenha gostado do capitulo:)
Obrigado a toda a gente que comentou o ultimo capitulo:)

http://www.youtube.com/watch?v=M5KjZhy9tE4&feature=related – Uma amor como este não termina assim:)

É tudo por agora:)

6 comentários:

GHudgens disse...

Que bom que voltou a postar, j´pa estava sentindo saudades. Essa fic é maravilhosa!
Estou com uma nova que se chama Save Me ,aparece por lá...http://savemezanessa.blogspot.com

Bjs!

BelaLimma disse...

Nossa, quanto tempo.Ate pensei que vc tinha desistido de postar aqui.Mas, ainda bem que não.Ainda bem que voltou a postar.Fiquei com saudade de 'O Noivo'.Ate fiquei imaginando como seria o cap.hihi.
Mas, voltando ao cap.A gina é um mostro mesmo.Aquilo que ela falou pra propria filha foi demais 'Sempre, tudo por dinheiro'.Nossa, alguem precisa avisar pra ela que dinheiro não é tudo. :/
Bom mas eu amei o cap.
Beijinhos s2

Rit disse...

Oi oi Cris!
Tu já sabes que eu gostei muito da volta de o noivo! Viste/Leste a minha reacção em primeira mão... :D
Mas a sério amei mesmo, eu já tinha imaginado como é que seria o capitulo mas superou e muito as minhas espectativas, tu sabes que eu amo a história!
Odeio a Gina! Que V***! :)
Vanessa e Zachary <3 <3
Espero que os próximos capitulos de "o noivo" sejam de 'love is in the air' entre eles! :D

Beijinhos e até ao próximo capitulo!
Adoro-te muito! *-*

J.L disse...

OOOOOOOOOOOOOOOOOOOW

Que Bomm Que voltooooO
"nem sei se lembra de miim"
akkk'

Tha Muiito Bom, Tha Lindo
HISTORIA PREFERIDA *O NOIVO*
BEIJOKAS POSTA MAIS !!!

GHudgens disse...

Olá...
Você ganhou o selinho de "Melhores Escritores" e "Melhor história Envolvente"

Passa no meu blog e vê como funciona...

http://savemezanessa.blogspot.com

Vlw!!!

Margarida Oliveira disse...

Linda história, comecei a ler e tive que ler até ao final, pois está muito tensa em cada capítulo. A muito que não escreves, mas espero que continues.