BLOGGER TEMPLATES AND TWITTER BACKGROUNDS

sexta-feira, 9 de julho de 2010

Capitulo 22


Antes de mais não podia postar, sem desejar o feliz aniversario a minha amiga e querida Joyce. Eu fiz este capítulo, para ti. Espero que gostes do capitulo.
----------------------------------------------------------------------------------------------------------

“Se calhar é melhor irmos para casa? – pronunciou ele, eu acenei que sim com a cabeça.”

(…)

Durante o trajecto de volta para a mansão de Zachary, a minha barriga começou a confeccionar sons invulgares, ele parou instantaneamente e fitou-me com os seus deliciosos olhos azuis.
-“Estás com fome?” – pronunciou ele, no meio da rua de Roma.
-“Um pouco” – proferi eu, sem pensar antes na resposta que eu iria dar. Ele pegou na minha mão ao pequeno toque dele eu retrai-me, afastando a minha mão da dele.
Eu não queria nenhum contacto com ele, eu sabia que ele tinha o poder claro de destroçar o meu coração em pedaços pequenos, e depois quem voltaria a repor esses mesmo pedaços outra vez no mesmo lugar. Resposta: ninguém, esse ninguém pronunciei em voz alta, sem me ter apercebido que eu tinha proferido essa frase em tom alto. Eu só reparei que ele arregalou os olhos e repetiu a mesma palavra que eu dissera.
-“Ninguém?” isto soou uma pergunta, o que é que explico agora.
-“Ninguém é um pronome indefinido substantivo.” - Ele gargalhou eu sorri abertamente e depois ele pronunciou:
-“Eu sei o que significa `ninguém` na gramática portuguesa” e depois abafou um indescritível sorriso - “mas acho que não referiste “ninguém”” – ele fez as aspas com as mãos e continuou – “só para me explicares que era um pronome”. – eu fiquei a pensar, nunca lhe diria a verdade.
-“Bem, estava a pensar em objecções que não devia estar a pensar e acabei por referir ninguém, mas já não me lembro quais eram os pensamentos que eu estava a cogitar anteriormente” – ele arfou um sorriso de leve e acrescentou:
-“Hum…também” – e fitou-me com aqueles olhos lindos e depois acrescentou: “ Olha estas a ver aquele restaurante ali mais a frente” – ele apontou com o seu dedo - “Serve comida absolutamente deliciosa” – ele fez uma pausa – “Queres ir acolá jantar?” – interpolou ele, eu reparei que ele estava receoso pela minha resposta.
-“Tu e eu?” – interroguei sem ao mesmo ter dado conta daquilo que acabara de argumentar.
Ele a levantou o olhar e vi que ele estava triste, amargurado e depois questionou:
-“Porque algum problema, de vires jantar comigo?” – claro que não, seria uma honra pensei eu mentalmente, só há um senão provavelmente a uma pessoa que não iria gostar disto, pois e que pessoa.
-“Não. Mas se calhar a min…” – interrompi logo, já ia proferir ´a minha mãe` - “Dona Gina, não vai gostar muito”- eu sorri envergonhada e abaixei os olhos ele estava-me a olhar fixamente.
-“Mas de qualquer maneira, vamos jantar” – ele passou a sua mão direita pela sua barriga e proferiu – “Pois ambos estamos com fome” – eu simplesmente não podia ir jantar com ele.
-“Mas nós estamos pertíssimo da tua mansão”- e fiz uma pequena pausa e acrescentei com ênfase – “por isso não vale a pena, ires desembolsar dinheiro, já que o jantar na mansão já esta pronto, antes de vir para a praia deixei tudo pronto” – ele demandou um sorriso, e ficou um pouco pensativo. Nós continuávamos parados, sem reclamar ou proferir algo. Mas depois ele alegrou-se como tivesse tido uma ideia fora do comum.
-“Não, és tu que queres ser uma cozinheira?” – eu abanei a minha cabeça como gesto de confirmação a pergunta que ele me colocara e depois continuou – “se tu queres ser cozinheira, tens que conhecer todos os tipos de comida existente, sendo assim, tens que jantar aos restaurantes que provavelmente um dia serão teus concorrentes no mercado” – realmente ele tinha razão.
-“Mas esse sonho que eu tenho nunca irei ter oportunidade de realizá-lo” – ele gargalhou e depois ele acumulou:
-“Nunca se sabe o futuro, Vanessa” e passou a sua mão pela minha face, ao pequeno toque dele, senti o meu corpo a tremer e depois ele acrescentou – “ Para a maioria de nós, o passado é um lamento, o futuro é uma experiência." (Mark twain).
Eu estava a pensar naquilo, que ele acabara de proferir, sem dar conta ele começa-me a puxar pelo meu ombro até ao restaurante, eu tentava me retrair, mas não consegui.
Quando alcançámos o restaurante, mais precisamente quando já estávamos dentro deste lindo edifício, eu reparei em todos os pormenores daquele restaurante esbelto.
O restaurante era moderno e aconchegante e o mais harmonioso que eu já vira, muito mais harmonioso do que aquele que trabalhava anteriormente “restaurante Bengal Tandoori”. Por incrível que parecesse.
Um empregado veio ter logo ao pé de nós e proferiu em italiano, era nestes momentos que idolatrava a ideia de ter um tradutor ao meu lado, pois não compreendo o que o empregado dissera.
-“Buona notte signore e la signora”- ele engasgou-se. - “In tale tabella vuole sedersi?” (tradução: “Em que mesa desejam sentar-se?”).
-“In ogni” (tradução: Em qualquer uma).
Eu realmente só entendi a primeira frase dita pelo empregado, ele proferiu algo como: `Boa noite senhor e senhora’.
Zachary, pegou na minha mão e entrelaçou a dele, eu tentei soltar-me, mas a minha tentativa de fuga foi em vão.
O empregado começou a caminhar e nós seguimos os movimentos dele, até chegarmos a uma mesa lindíssima, nessa mesma mesa estavam velas acesas.
Ele (Zachary) puxou-me a cadeira para eu me assentar eu reverencio homens que sejam conservadores, e logo no momento que se sucedeu ele sentou-se no lado oposto na mesa, assim estávamos frente a frente, os nossos olhos visualizavam – se.
-“Già sanno quello che vogliono mangiare?” (tradução: Já sabem o que querem para comer?). – Interrompeu o empregado, o nosso momento, eu arregalei os olhos, não tinha entendido o que ele acabara de proferir. Acho que o Zachary enxergou que eu não tinha entendido nada que o empregado acabara de proferir, pois ainda ecoava nos meus ouvidos a gargalhada que ele tinha mandado.

Continua….

Espero que tenham gostado do capitulo…Joyce o que achaste do cap?
Bem, eu venho disser que só postarei quinta-feira, para a próxima semana, pois chumbei no exame, e vou ter que estudar para a segunda fase que será dia 14 deste mês.
Peço desculpa a toda a gente, mas primeiro está os meus estudos e o meu futuro.

Comentários:
GHudgens:
olá:) claro que sim…italiano, ate e fácil (huahau). Eu aprenderia falar italiano so para conhecer o zachary (huhauaah). Beijokas:)
Próximo capitulo…12 comentários:)

10 comentários:

jess disse...

lindo amiga continua, bem este zac é muito maroto em! ahahah esta a surgir um certo clima acho que deviamos afogar a gina assim morria. E zanessa prevalecia! beijocas

Any disse...

ameeeeeeeeeeeeeeeeeiiiiiiiii ai, o que vai acontecer nesse jantar eihhhhh xtou louca pra ver possta logoh amore bjs te adolo

• >> Line disse...

Perfeito!!!Amei Cris..Ta mara..Posta logo Amiga =D

GHudgens disse...

Capitulo incrivel!!!
louca para saber o que vai rolar no jantar....
Bom, tenho meio que sangue italiano,minha avó materna é neta de italianos,espero mesmo um dia pode aprender...
E sobre o Zachary eu também aushauhs....
Bjs ,posta logo!!!

Rita disse...

Oi oi Cris!
Primeiro desculpa ainda nao comentado o teu comentario, vou fazer isso já a seguir é que aconteceu um imprevisto e eu nao o consegui fazer! =D
Quanto ao capitulo tá fantastico como sempre! Tou curiosa para saber como e que vai correr o jantar, se a gina descobre nem sei o que e que ela e capaz de fazer á Vanessa! =D
Quanto á ultima frase do capitilo, quem me dera a mim ser eu a poder ouvir a gargalhada do Zac ao meu lado, caía redonda no chão no segundo seguinte! uahsuha'
Beijokas grandes!

♥amor eterno zanessa♥ disse...

"um suspiro" akkkk louka akkk

amei ta mara
o zac nao existi nao tem como ele .
Ele e um perfeito cavalheiro...
vanessa se tu nao pega eu pego "em sonhos akkk"
amei ta legamente maravilhoso...

morram de inveja o cap foi pra mim..
"brinkadeira genti eu nunca falaria isso akkk momento lady gaga eu acho que se escreve assim akkk"


te adoro cris amei o cap...

poxa so quinta "morri"

xau xau beijokas ♥

JBieberBigFa disse...

Adorei o capítulo... Tens imenso jeito para escrever.
Desde o primeiro momento que comecei a ler a história que anseio pelo capítulo seguinte....

Amanda disse...

own zac e tao cavalheiro assim nao tem como nao se apaixonar!

So que ele e bem debochado ficar rindo da vanessa so pq nao fala Italiano .. mais ele pode debochar do q ele quizer.
vc podia aproveitar esse clima ai e matar a gina tipo com um ataque fiminante no coraçao ai ela morria e nao tinha mais impedimento ..
nossa fiquei com medo de mim agora!

bjs te adoro

carol disse...

Bom primeiro oi cris tudo bem ? é eu sei eu to sumida né ,olha mim desculpa ta eu sei q eu nao tenho estado muito presente no seus blogs utimamente, nao é porq eu nao quero, eu queria sim é q eu to passsando por ums problemas aí, bom eu nao gosto de falar nisso :/ entao sempre q der eu venho aqui ta e eu prometo deixar um comentário to com saudades de vc srs é .

Parabens pela sua histoŕia ta cada dia mais linda eu posso dizer q sou sua fan talvez pelas suas histoŕias mais mais mesmo pelo q vc é eu te adoro .

Sucesso pra vc .ummmm ta se imspirando no italiando em, perfeito .
beijokas !!!!!

Maria disse...

Minha queridaa..!!

Lol andei um bocadinho desaparecida mas já voltei..! aconteceu um grave problema o meu computador avariou..!!Lol,,,!!

Agora que já o recuperei vim logo comentar...!!

Mas que jantar tão romantico..!! Amo cenas romanticas quero mais destas...!! Adorei e adoro.te,..!!

beijinhos muito grandes...!