BLOGGER TEMPLATES AND TWITTER BACKGROUNDS

domingo, 16 de maio de 2010

Capitulo 3:)

- Eu sei, mas eu já vou resolver esse pequeno problema – eu fiquei a reflectir um pouco, o que é que ela quererá dizer com aquilo, deixei lá sozinha e fui-me trancar no meu quarto.
Hoje tinha sido um dia cansativo e surpreendente.
- Pelo menos o meu futuro está garantido – eu a falar para as paredes.
Continuem a minha vida, mas a minha rotina agora era, escola casa e ficava traçada lá, o que eu queria menos agora era falar com alguém muito menos com a minha mãe, eu reparava que a minha mãe saia sempre todas as noites, eu aproveitava a ausência dela para sair do quarto, e arrumar a casa, porque dependendo dela a casa estaria sempre suja, ela as vezes regressava em altas horas da noite, ou mesmo na madrugada. Eu sozinha no meu quarto, sempre a pensar no meu pai, a ausência dele estava em todo lado para eu olhava, era como se tivessem aberto um buraco enorme no meu coração.
Ao final do primeiro mês já me sentia melhor, por isso decidi arranjar um emprego para ocupar os meus tempos livres, comecei a ler anúncios num jornal até que encontro um que me interessa: Precisam-se de uma ajudante de cozinha…
Bem, no anuncia tinha uma morada, bem eu precisava mesmo deste emprego, nós agora não tínhamos acesso a fortuna e precisávamos de ter comida no prato.
No dia seguinte, depois da escola, decidi passar pelo restaurante foi difícil encontra-lo mas consegui…ufa. O restaurante por fora era lindo e tinha uma placa que estava escrito: O Restaurante Bengal Tandoori, decidi entrar.
Bem, quando entro no restaurante, fico encantada com as instalações era um restaurante indiano e Italiano, eu observei cada milímetro do restaurante, tinha um cheiro delicioso, as cores eram vivas e tinha uma característica muito forte a decoração era acolhedora eu estava a sonhar, aquele era o restaurante mais bonito que já vi, eu já tinha entrado em muitos restaurantes antes, mas nunca tinha visto um com um aroma muito especial.
- Posso ajudá-la, signorina? – Disse-me um rapaz, era um dos empregados.
- Sim, eu vi esta vaga no jornal, eu queria saber se ainda está disponível, eu vi-me candidatar ao emprego. – Ele riu
- Claro que está, bem eu vou leva-la até ao nosso patrão, signorina.
- Obrigado. – Caminhei com ele, até chegar a uma porta ele bateu e abriu.
- Senor, esta aqui uma rapariga que quer falar consigo, viu o anúncio no jornal posso mandar mandá-la entrar.
- Claro, que sim joe – A voz dele, era rouca, e tinha sotaque italiano.
Eu entrei, ele estava virado para a janela ele começa-se a virar aos poucos…
Comentários:
Amor eterno Zanessa: Olá...ainda bem que estás a gostar:) beijos.

2 comentários:

Amanda disse...

menina de onde vem tanta imaginaçao me conta pq eu quero ir la buscar um pouco!
Simplesmente eu adoreiii essa historia essa nao todas que vc escreve ou reescreve!
bjs te adoro

Maria disse...

Olaa...!!

Eu não sabia que tinhas mais esta história...!!
Eu só descubrti quando disses-te num dos teus blogs para passar-mos no APAIXONADA PELO NAMORADO DA MINHA MÃE! então decidi dar uma espreitadela...a história está muito linda, muita imaginação...!! Esta história faz lembrar uma historia de conto de fadas...!!
Continua...!!!

Estou a espera de novo capitulo...!!! Beijinhos...!!