BLOGGER TEMPLATES AND TWITTER BACKGROUNDS

sexta-feira, 28 de maio de 2010

Capitulo 9

Entrei de repente no quarto da gina, ela até se assustou ela estava deitada conforme entrei ela a levantou-se rapidamente, eu olhava para ela com um tom de desafio e ela olhava para mim com curiosidade, eu comecei a falar:
-Então esqueceste-me de dizer que Zachary tinha um filho, querida mãe. – Ela ficou nervosa uma das mãos só mexia o cabelo dela, era um dos sinais que ela fazia quando fracassa em alguma coisa.
-Eu já te disse, ou se não te disse, passo-te a dizer aqui não me deves tratar por mãe, as paredes tem ouvidos e qualquer pessoa pode ouvir, e se ouvir poderá chegar aos ouvidos de Zachary, e ambas não queremos que chegue aos ouvidos dele, pois não? – disse ela, a olhar para mim nervosamente.
-Eu já não percebo nada, só quero saber porque não me disseste que Zachary tinha um filho? – Ela olhou para mim.
-Bem, Vanessa, eu não disse nada, porque sabia que assim não concordarias, eu era para te dizer, naquele dia, mas não disse. Hoje, era para te disser, mas parece que ficaste a saber antes de eu te disser.
-Eu até posso entender isso, ou tentar entender, mas porque é que quiseste que eu fosse trabalhar como empregada e não me assumiste como filha, Zachary não te podia condenar se soubesse que tinhas uma filha, já que ele tem um filho – Ela riu.
- Não percebes nada dos homens, mas quando fores mais velha perceberás, bem ele simplesmente quer alguém que cuide do filho, já que ele anda sempre ocupado com os negócios, se ele soubesse que eu tinha uma filha, provavelmente saberia que daria muito mais atenção a ti do que ao filho, e Zachary quer uma mulher que tome conta do filho e a mulher ideal para isso sou eu. – Eu fiquei pensar, realmente fazia sentido.
-Mas foi, Zachary, que te disse isso? – perguntei eu, desconfiada, duvido que ele tenha dito isso.
-Não, disse mas presumivelmente é o que ele pensará, e eu quero que ele pense que tenho qualidades muito boas para cuidar do seu filho. – Ela riu felicíssima, parecia uma criança a receber um chupa-chupa da mãe.
- Estás a consegui-lo enganar bem, como fizeste com o meu pai, muitos parabéns – disse eu a provoca-la.
-Temos que nos fazer a vida Vanessa, mas por acaso foi mais fácil conquistar Zachary do que o teu pai, e Zachary é mais velho do que o teu pai quando eu me casei com ele. Zachary, com a experiência de vida que tem, ele devia ter mais cuidado e prevenir-se das mulheres que trás para casa, mas olha acho que nos 35 anos de existência dele, não sofreu nenhuma amargura de vida, poderá com o dinheiro que ele tem – disse ela – desejas saber mais alguma coisa?
- Vocês vão dormir quartos separados ou juntos? – disse eu, por que Zachary desde que chegou hoje, foi para o seu quarto e não para o quarto de Gina, deitada nos seus braços, eu já estava a imaginar a cena, era cena mais deprimente que eu já pensei, ainda bem que ninguém sabe ler pensamentos.
- Porque é que estás interessada em saber? Não me digas que também te apaixonaste por Zachary, pois é muito fácil apaixonar-se por ele, pelo menos as raparigas estão sempre atrás dele, ele é extremamente bonito e sexy – Eu fiquei vermelhinha como um tomate, ela olhou para mim com uma cara de suspeita – Não me digas que te apaixonaste por ele, é um amor impossível, minha adorável criatura, ele tem 35 anos e tu 17 anos, achas que algum dia terás hipótese com ele, a resposta é nunca, e sem esquecer que ele está habituado a mulher muito mais bonitas do que tu algum dias serás, mas o filho que tem a mesma idade do que tu, esse sim, de certeza podes tentar, e esse de provavelmente teve poucas experiências sexuais na sua vida e pode esperar até tu teres coragem para te entregares-te a ele. – Ela riu, eu tive que controlar-me para não chorar a frente dela, as lágrimas teimavam cair dos meus olhos eu não conseguia pronunciar nada eu estava com ódio dela enorme, o ódio transmitia-se através do meu corpo, só me apetecia bater-lhe e arrancar cada cabelo dela, mas controlei-me e pronuncie:
-Eu não estou apaixonada por ele – disse eu, mas era verdade, eu não estava apaixonada por ele, ou estaria? Não sei bem aquilo era só físico o que eu sentia por ele, ele e bonito, charmoso, coisas físicas passam – Eu, só queria saber isso se iam dormir em quartos separados ou juntos, que assim se é para ir para o quarto dele, eu levaria para lá as suas roupas… - Ela olhou para mim.
-Não, por enquanto vamos dormir, em quartos separados, Zachary não quer que o filho fique mal com a situação, porque ainda lhe custa a súbita perde da morte da mãe. – Eu fiquei a pensar, deve-lhe estar a custar, eu não sabia nada a cerca desse pormenor da mãe dele, mas se algum dia tiver hipótese de falar com o Dylan sobre isso falerei, ele parece ser um garoto muito simpático.
-Ok – disse eu e não pronunciei mais nada e sai do quarto, e comecei a chorar, as lágrimas teimavam a cair, neste preciso momento parecia que eu própria estava a chover dentro de mim, e só pensava espero não me tornar como a minha mãe, apesar de eu estar envolvida nos planos dela.
Passava-se uma hora desde a conversa com a minha mãe, estava eu a dar os últimos retoques do jantar, quando me apercebo que estava uma figura a observar-me e a sorrir, era ele Zachary ele disse com a sua voz rouca e charmosa:
-Podes continuar, Miele (tradução: querida) - ele riu, observou-me de cima para baixo – Até a cozinhares és sexy e charmosa. – Eu fiquei vermelha de vergonha – Até corada fica bonita, diz-me uma forma de ficares feia – Ele riu, e eu não sabia aquilo que havia de dizer, mas ganhei coragem e falei com ele:
-Senhor Zachary, pode parar com isso a sua noiva de certeza, que não vai achar graça, de se estar atirar a mim de uma forma muito descarada – Ele fez uma careta engraçada e riu abertamente.
-Quem te disse que me estou atirar a ti, tu tens idade para ser minha filha, e quero te conhecer melhor, a minha nova empregada – Ele riu
-Mas eu não quero conhecer a si, cada um deve estar no seu lugar, ricos com ricos, pobres com pobres – Ele riu – Ainda por cima não é assim atirar-se a mim de forma descarada que vai conseguir alguma coisa e não me venha dizer que não esta - se atirar a mim porque seria mentira e ambos sabemos disso, basta lembrar-se da cena do quarto que se passou hoje. Ou já se esqueceu? – Ele não pronunciou mais nada, ficamos em silêncio durante minutos, eu continuei o meu trabalho, ela não saia da posição inicial, até que de repente a Gina o abraça, sim ela tinha acabado de entrar na cozinha e disse para ele:
-Amor, vamos nos sentar, na sala enquanto o jantar não está pronto? – disse ela sorridente, e de uma maneira apaixonada, que olhasse para ela acreditaria mesmo que ela estava apaixonada por ele.
-Vanessa, quer se juntar hoje connosco ao jantar? – Perguntou Zachary, o sorriso que a Gina tinha desfece – se ela olhou para mim com uma cara de ódio e raiva, a disser só com o seu simples olhar para eu não aceitar.
-Não, mas obrigado, senhor Zachary – disse eu, a sorrir.
Eles saíram da cozinha, e eu continuei o meu trabalho, chegou a hora do jantar, eu e o Robert estávamos a servir eles, Zachary, Gina e Dylan, o primeiro prato servido foi “Bruschetta” (prato típico da Italiana). Quando Zachary olhou para a comida, eu reparei que os olhos dele começaram a brilhar e ficaram animados, ele serviu-se de uma porção substancial.
-Está divinal – comentou depois da primeira garfada – Quem é que cozinhou, hoje? – disse ele, apesar de eu achar ele já saber a resposta, por que ele viu-me na cozinha a cozinhar.
- Foi a Vanessa – disse o rob.
-Muito bem, Vanessa. A onde é que aprendeu a cozinhar comida Italiana ou não me diga que aprendeu assim tão rápido a cozinhar comida Italiana no pouco tempo que esteve cá? – disse ele, eu fiquei nervosa eu não saberia o que dizer, eu não poderia lhe dizer que tinha aprendido a cozinhar no restaurante onde estive a trabalhar anteriormente, se eu dissesse isso, o disfarce da gina cairia todo.
-Bem, eu aprendi a cozinhar…. – fui interrompida pela minha mãe.
-Ela aprendeu assim a cozinhar, porque quando começamos a namorar, eu pedi-lhe que ela começasse aprender a cozinhar Italiano, porque um dia poderia ser tua empregada, e parece que tive razão – Ela sorriu para ele, e ele parece ter acreditado em tudo que ela acabara de dizer, mas de repente ele virou-se para mim e perguntou:
-É verdade? – Eu acenei que sim com a cabeça, ele riu e a minha mãe fez me um sinal de “muito bem” disfarçadamente – então quero que sejas tu a cozinhar cá em casa, todos os dias, pode ser? Tens um óptimo talento devias aproveitar mais isso – Eu acenei com a cabeça em forma de agradecimento pelo elogio e acrescentei:
-Por mim, tudo bem, senhor Zachary – ele riu, a minha mãe é que já não estava a gostar da conversa, ela de certeza que pensava que esta história estava a fugir-lhe do controlo.
Comentários:
Amor eterno Zanessa: Olá:) será…hum…pode ser Dylan e Vanessa era uma boa ideia, logo se verá:) beiZanessa:)

Amanda: Olá:) E que babado que houve no capitulo, anterior, eu estou a pensar colocar cenas hots nos capítulos, mas acho que aqui muita gente que não poderá ler, por que eu não me vou responsabilizar por danos menores…ahaha O que é que achas, coloco ou não? e verdade as idades bem Zachary 35, vanessa e dylan 17 , gina - 34, robert - 22 ou 23 Beijos…adrt<3>

Line: Olá:) Um filho todo giro, ahn…que me dera ter um namorado assim..ahaha beijos:)

Maria: Olá:) Ainda bem que estás a gostar, ainda tu não viste nada para frente será pior, se vocês quiserem que seja…ahahah…e verdade tu só me intopes de comentários no capitulo anterior 3 comentários…Obrigado:) beijinhos

Myah: Olá:) Ainda bem que adoraste:P de nada querida beijos:)

Larissa: Olá:) Bem vinda ao blog:) Ainda bem que estás a gostar da história, prima da Amanda, ela é muito fixe (legal), nos próximos vou tentar postar mais rápido, obrigado pelo seu comentário:) beijos:)
Pessoal, esta história ainda vai demorar muito, acho eu, ainda não tem o capitulo definido para acabar, mas quando acabar estou a pensar escrever uma nova história, agora eu queria saber opiniões vossas para a nova história, e se queriam que fosse narrada por Zac ou por Vanessa...a maioria ganha...eu sou democratica...ainda vou para politica..ahahah

Passem por este blog: http://histriaszanessavideo-cristy.blogspot.com/ - já postei um novo videoclipe you belong with me. Se quiserem:)
Beijos…obrigada a todas
Adoro-vos :)

4 comentários:

Amanda disse...

sobre o capitulo eu continuo achando a zac o maior tarado a mae da vanessa uma praga e a vanessa coitada no meio do fogo cruzado e ainda por cima vai ser cozinheira. kk
sobre as cenas hots, eu acho que todo mundo que le sabe que elas sao inevitaveis,e todo mundo tem o livre arbitrio de ler ou nao a fic eu particulamente adoroooo as hots. entao na minha opiniao quanto mais delas tiver melhor. bjs te adoro.

• Line disse...

Kkk já vi tudo..Zac tá começando a gostar de Vany..e a bruaca da Gina humpf vai para os cafudel de judáá..Tá lindo :D

MyaH♥ disse...

eu ameii uiiii o zac dando em cima de van disfarçadamente sossksopsk adorei beijos

Maria disse...

Gina ainda come Vanessa... Lol...!
Ele é descarado e ainda por cima têm a lata de desmentir que anda em cima de vanessa e que ela é muito nova para ele...!!!

Beijinhos