BLOGGER TEMPLATES AND TWITTER BACKGROUNDS

quinta-feira, 3 de junho de 2010

Capitulo 12

-Sente-se – ele ordenou com carinho, eu assentei-me e ele assentou-se no meu lado, nós olhamos um para outro e sorrimos.
--------------------------------------------------
Eu desviei o olhar, e estava apreciar o que me rodeava, a natureza escaldante que aquele jardim transmitia, a magnitude do lugar, as pessoas que andavam passeavam ali, estavam felizes ou ficavam felizes de repente, aquilo absorvia energias positivas, era como estivéssemos num paraíso e o diabo estivesse sentado a olhar para nós a sorrir, sem emitir qualquer som ao ruído, sim esse diabo, era o meu patrão, nós dois estávamos em silêncio eu notava que ele me observava pelo meu canto do olho, minutos se passavam ninguém prenunciava nada, cada minuto, mais nervosa eu ficava, até eu decidir quebrar o silêncio que estava a minha volta:
- Senh… quer dizer Zachary, você pretende ficar aqui em Roma durante alguns dias, ou está a pensar voltar para o seu mundo de negócios? – Eu olhei para ele, ele disse com uma foz calma e límpida.
-Vanessa, eu estou a pensar tirar uns dias de férias, provavelmente só deve regressar para o meu trabalho em Setembro, acho que mereço os dias enormes de férias – Ele riu, sim férias, pensei eu, ao passar algum tempo com a minha mãe. Uma onda de ciúmes atacou a minha alma o meu corpo. Tive que me controlar para não chorar a frente dele, as lágrimas teimavam a querer sair.
Um silêncio nome tomou conta daquele lugar, nós estávamos em silêncio, num gesto de ousadia e brincadeira coloco as minhas mãos no cabelo sexy e dourado dele e começo a estragar-lhe o penteado todo, e começo-me a rir, ele olha para mim com uma cara de zangado, eu estava com medo do olhar dele, depois começa-se a rir, o que me faz mais vontade estragar o penteado e foi isso que eu fiz e de seguida a levantei-me de repente e sai a correr por aquele jardim inteiro, ele veio atrás de mim e disse num tom alto “vais - me as pagar”, continuamos a correr, eu já estava ofegante e cansada decido parar, estava eu a espera dele, não o via lado nenhum, já estava a ficar preocupada, até que alguém segura o meu braço e vira-me para sim de uma forma lenta, era ele a pessoa com quem eu sentira ciúmes há momentos atrás (“Ele riu, sim férias, pensei eu, ao passar algum tempo com a minha mãe. Uma onda de ciúmes atacou a minha alma o meu corpo.”), Zachary Efron, o dono do meu coração e sussurrou alguma palavra na língua dele, eu ainda tentei traduzir mas não consegui, estávamos frente a frente, a mão dele que segurava o meu braço puxou-me para mais perto dele, os nosso corpos estavam juntos um ao outro, sensações passavam-se pelo meu corpo, eu estava faminta, eu queria tocar naqueles deliciosos lábios, os nosso olhos miravam-se, eu estava perdida naquele olhar, nos estávamo-nos aproximar um do outro, eu estava a sentir já a respiração dele, o hálito e a macieza dele, quando ele quebra o encanto, ele afasta-se de mim atrapalhado, eu fico paralisada até que ele se pronuncia com uma voz doce:
-Vanessa, há um sítio que eu lhe quero mostrar, pode me acompanhar? – Eu ainda estava nervosa, tímida com o momento que tinha acabado de acontecer a segundos atrás. Eu acenei que sim com a cabeça.
Fomos a pé até ao sítio, não pronunciamos nenhuma palavra durante o trajecto.
- Já chegámos – disse ele, à sorrir.
Eu olhei, para o sítio, o sítio era poderosamente lindo, eu fiquei olhar para aquilo com um brilho no olhar e viro-me para o Zachary e questiono:
-Que sítio é este? – Ele olhou para mim e disse com uma voz rouca.
- Jardim do Pincio – ele pegou na minha mão e fomos andar pelo jardim de mãos dadas, ele estava-me a contar tudo sobre este jardim, eu estava encantada, não só por Zachary mas também pelo lugar.
Até que chegámos a um sítio lindo a onde tínhamos acesso panorâmica a Roma inteira, naquele lugar conseguíamos visualizar Roma inteira, conclui com ênfase que Roma inteira era lindíssima.
-Este lugar é lindíssimo – disse Zachary – sabias Vanessa que este lugar já existe desde a Roma antiga – eu acenei que não com a cabeça ele acrescentou: apesar de este lugar, segundo consta, foi remodelado no século XIX. – Ele riu, eu fiquei encantada, ele sabia tudo sobre o seu pais de nascimento, ao contrário de mim, que não sabia nada a cerca do meu.
-----------------------------------
Estávamos a caminho de casa, nós não parámos de conversar durante o trajecto de volta, estávamo-nos a divertir os dois imenso, íamos de mãos dadas, que passasse por nós pensaria que éramos um casal de namorados ou casados, apesar da minha mente ser isso que quisesse que acontecesse na realidade.
Quando chegámos ao hall de entrada, Zachary vira-se para mim e disse de uma forma suave;
-Adorei esta tarde, não me divertia assim, há muito tempo. Obrigado pela companhia, miele (tradução: querida) Vanessa. – Ele riu, o sorriso dele, parecia de uma criança quando a sua mãe há vai buscar a creche.
-Quem tem que agradecer, sou eu Zachary, obrigado por tudo – eu sorri, o meu sorriso foi muito sincero.
Nós estávamo-nos aproximar cada vez mais um do outro, já consegui sentir o coração dele a bater forte e descontrolado, só sentia as nossas respirações, os nossos lábios aproximavam-se um do outro de uma forma perigosa, finalmente os nossos lábios tocaram um no outro e se entreabriram para um beijo, as nossas línguas moviam-se dentro uma da outra, de uma forma apaixonada e natural.
Capítulo sem originalidade nenhumaL
Comentários:
Line: Olá:) Não é só no outro capítulo que ela ganha chá de sumiço, neste também, como deu para reparar não foi a melhor parte onde eu parei no capítulo anterior. Beijos:)

Myah – olá:) Neste lugar não aconteceu nada, como já deu para perceber…beijos:)
Anária: Olá:) bem vinda:) és de Angola que chique, eu pensava que so visitava o meu blog pessoas portuguesas ou brasileiras. Adorei esta surpresa… Tens mensager se tiveres adiciona: castianabt15@hotmail.com. Beijos atrapalhados:)

Amanda: Olá:) eu também quero um Zachary destes, que tal irmos a uma impressora e mandar fotocopiar o Zachary, eu já aviso eu fico com o Zacharyy 2 e tu com o 3…ahahahaha. Como deu para reparar não parei na melhor parte deste vez…beijos:)

Maria: Olá:) Ainda bem que gostaste da descrição do jardim, exactamente só se tem um ao outro…. Beijinhos:)
Adoro – vos (Brasileiro: Adoro vocês)

Comentem nem que seja em anónimo:P

5 comentários:

• Line disse...

Ai ta um maximo..mais se me deixou curiosa de mais..Beijos posta logo!

MyaH♥ disse...

como nao aconteceu nada meu deus que beijo adorei posta mais beijos
beijos beijos beijos

Maria disse...

Sem originalidade??

Estas tonta...!! Está super original...!! Não digas uma barbaridade dessas...!!!

Digo-te está expetacular...escreves tão bem, tu nem imaginas...!!=D

Eles são tão fofos..!! Pareciam 2 crianças felizes...!!Até que em fim que deram um beijinho...!!!Lol...!!

Estas paixoes são tão lindass..!!!

=D Beijinhos...!!! Pensa sempre positivo!

Amanda disse...

como assim nao parou na melhor parte!
sempre vai ser a melhor parte independente de qual sera!
ah nao seja desonesta ta o zac 2 e meu e nao se fala mais nisso!
eu quero um beijo tbm s2 ta eu to voando de mais.
bjs te adoro

Anónimo disse...

huuuuuuuuuuuuuuuuu ate que emfim um beijoooo o que sera q vai acontecer depois hum, xtou louca pra saber e tens muita originalidade beijokas
da Anária